MCTI abre concurso para marca da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia | Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins

Data da Publicação: 30 mar 2016
Hora da Publicação: 12:35
MCTI abre concurso para marca da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia
Autor: Comunicação

Estudantes podem exercitar sua imaginação para criar a logomarca da 13ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT 2016), que ocorre de 17 a 23 de outubro, com o tema “Ciência alimentando o Brasil”. Organizado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), o concurso voltado à escolha da identidade visual tem inscrições abertas até 15 de abril.

“Podem participar do concurso jovens estudantes do ensino básico e médio [regular, integrado à educação profissional e especial], das redes pública e privada”, informa o diretor de Popularização e Difusão da Ciência e Tecnologia do MCTI, Douglas Falcão. “A ideia é estimular o protagonismo da nossa garotada, que é muito criativa, no tema de ciência, tecnologia e alimentação.”

O concurso vai selecionar seis propostas de logomarca para uma votação popular, a ser promovida de 2 a 8 de maio, no site da SNCT. Segundo o edital, a Comissão de Avaliação seguirá critérios de “originalidade, criatividade, impacto visual, coerência com o tema, qualidade e apresentação”. Como premiação, o vencedor da disputa ganhará um notebook doado pela empresa Positivo Informática. A imagem escolhida será aplicada no material de divulgação do evento, com distribuição em todo o território nacional.

Segundo Falcão, nos últimos anos, profissionais contratados elaboraram as logomarcas da SNCT. “E a gente viu que, em paralelo à imagem oficial, sempre acontecia, em todas as edições, de as escolas e outros órgãos se apropriarem dela e criarem variações – algumas delas muito bacanas, muito inteligentes.”

Instituída em 2004, a SNCT ocorre anualmente, em todo o país, durante o mês de outubro, sob a coordenação do MCTI. Colaboram com o evento secretarias estaduais e municipais de ciência e tecnologia e de educação, agências de fomento, espaços científico-culturais, instituições de ensino e pesquisa, sociedades científicas, escolas, órgãos governamentais, empresas de base tecnológica e entidades da sociedade civil.

Para mais informações acesse aqui.

Texto: Ascom do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação