IFTO e Fapto: Fomento à pesquisa é debatido durante reunião nesta segunda-feira, 2 | Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins

Data da Publicação: 2 maio 2016
Hora da Publicação: 18:53
IFTO e Fapto: Fomento à pesquisa é debatido durante reunião nesta segunda-feira, 2
Autor: Comunicação

Na manhã desta segunda-feira, 2, está acontecendo a reunião entre os membros da Pró-reitoria de Pesquisa e Inovação (Propi), do Instituto Federal do Tocantins (IFTO), e representantes da Fundação de Apoio Científico e Tecnológico (Fapto). A reunião ocorre no auditório 1 da reitoria do IFTO e segue até 12h.

O pró-reitor de Pesquisa e Inovação, Augusto Cesar, falou dos objetivos desse encontro. “A fundação foi aprovada para atuar junto ao IFTO por cerca de um ano, podendo esse prazo se estender. Hoje, nosso objetivo aqui é apresentar as possibilidades que os pesquisadores têm para desenvolver seus projetos utilizando a Fapto como forma de apoio, administração e captação de recursos”, declarou.

O diretor executivo da Fapto, Léo Araújo, foi o representante convidado para apresentar aos servidores a forma de funcionamento da fundação, as possibilidades disponibilizadas a partir da parceria, bem como as formas de contratação, pagamentos de bolsas, e, principalmente, a legislação, segundo ele é importante que os pesquisadores conheçam a legislação antes de desenvolver qualquer trabalho de pesquisa. O diretor falou ainda dos benefícios da parceria para o instituto. “Alinhar os trabalhos junto à Fapto vai proporcionar inúmeras vantagens à instituição, vai abrir e aproximar o IFTO de outras instituições públicas e privadas que fomentam e investem recursos em pesquisas no Tocantins e fora do Estado. A fundação é o ente que vai facilitar a captação desses recursos”, disse Léo.

O diretor do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) do IFTO, Allyson Rocha, falou dos benefícios da parceria para o setor de inovação do instituto. “Muitos trâmites financeiros relacionados à propriedade intelectual serão viabilizados, além de pagamentos, licenças de transferência de tecnologia, custos de depósitos de patentes, isso tudo será viabilizado via fundação. Mesmo com o avanço da lei de inovação, que permite que os NIT’s se tornem fundações, é mais interessante fazermos parte de uma fundação já constituída, a parceria com a Fapto foi consolidada antes da alteração da lei, e não há motivos para não aproveitá-la”, disse.

Os interessados em acompanhar a transmissão da reunião ao vivo podem fazê-lo por meio do link: http://webconf2.rnp.br/ifto1.

Texto: Coordenação de Comunicação e Eventos