Técnico em Enfermagem | Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins

Técnico em Enfermagem
Publicação: 01/03/2013 10:03, Última modificação: 18/05/2017 15:49

Diretor Geral do Campus: Cristiano Fernandes Mateus
Telefones: (63) 3411-0327
Email: araguaina@ifto.edu.br

Coordenador do curso: Suzanne Michelly Rosa Silva Magalhaes
Telefones: (63) 3411-0329
Email: enfermagem.araguaina@ifto.edu.br.

Duração mínima: 2 anos

Turno: Matutino

O Curso de Técnico em Enfermagem dar-se-á por meio de processo seletivo, para alunos que tenham concluído o Ensino Médio ou estão matriculados na 3ª série do Ensino Médio, e que tenham completado a idade de 18 (dezoito) anos até a data da matrícula no curso.

O processo seletivo será divulgado através de edital publicado na Imprensa Oficial, com indicação dos requisitos, condições e sistemática do processo, além do número de vagas oferecidas.

As competências e as habilidades exigidas serão aquelas previstas para o Ensino Médio, nas três áreas do conhecimento:

a) Códigos, Linguagens e suas Tecnologias.

b) Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.

c) Ciências Humanas e suas Tecnologias.

A Coordenação da Área de Enfermagem organizará a oferta dos módulos, propiciando o acesso dos candidatos aprovados aos módulos integrantes dos blocos iniciais previstos no fluxograma do curso.

O curso tem uma duração prevista de dois anos.

Objetivo: Habilitar técnicos com competências cognitivas, psicomotoras e afetivas para executar ações de enfermagem fundamentadas nos conhecimentos técnico-científicos, éticos e políticos, disponibilizando para a sociedade um profissional apto ao exercício de suas funções e consciente de suas responsabilidades.

Objetivos Específicos: 

  • Formar Técnicos de Enfermagem capazes de atuar como agentes na promoção da saúde, na prevenção das doenças e na recuperação dos que adoecem, visando à integralidade do ser humano.
  • Possibilitar o desenvolvimento de competências que permitam ao aluno exercer a sua cidadania ativa, de forma solidária, no exercício das funções de Técnico em Enfermagem.
  • Levar o futuro profissional a colocar em suas ações a ciência, a tecnologia e a ética a serviço da vida.
  • Integrar o futuro Técnico de Enfermagem com o mercado de trabalho através da convivência com o meio profissional.
  • Atender a demanda dos serviços dos Técnicos de Enfermagem na área de saúde da Região Norte.
  • Contribuir para a melhoria da qualidade dos serviços na área de saúde da população da Região Norte do Estado do Tocantins.

Perfil do egresso: O técnico atuará sob a supervisão do enfermeiro, desenvolvendo ações de prevenção, recuperação e reabilitação referenciadas nas necessidades de saúde individuais e coletivas. Os profissionais deverão apresentar bom relacionamento interpessoal, senso crítico-reflexivo e autocrítica, iniciativa, flexibilidade, senso de observação acurado, capacidade de auto-gestão, abstração e raciocínio lógico. Estes profissionais desenvolverão suas atividades em instituição de saúde (hospitais, clínicas, postos e centros de saúde, maternidades, entre outros), bem como em creches, associações, empresas, escolas e nas comunidades.

No campo profissional, poderá existir um inter-relacionamento com outros técnicos da área de saúde, tais como: médicos, anestesistas, enfermeiros, fisioterapeutas, técnicos em segurança do trabalho, operadores de aparelho de exame médico, técnicos de laboratórios, pacientes e familiares, entre outros. O Técnico em Enfermagem deverá articular suas atividades profissionais com as ações dos demais agentes da equipe multiprofissional, assim como com os conhecimentos oriundos de várias disciplinas ou ciências, destacando o caráter interdisciplinar da prática. Ele poderá ter acesso a equipamentos e instrumentos médico-hospitalares e laboratoriais, bem como medicamento em geral, sob prescrição médica.

O profissional de Enfermagem deverá ser tecnicamente competente, sendo capaz de decidir e agir em situações imprevistas, bem como apresentar uma postura ético-política, compromissada com os interesses dos excluídos e uma postura ética profissional direcionada ao desempenho de suas funções, exigindo cada vez mais, maior capacidade de raciocínio, autonomia intelectual, pensamento crítico, iniciativa própria e espírito empreendedor, bem como capacidade de visualização e resolução de problemas. A polivalência de funções é uma exigência desse profissional. O trabalho coletivo e compartilhado deverá ser também uma prática do perfil desse profissional, bem como respeito ao bem comum, a solidariedade e a responsabilidade.

O desempenho profissional final que se espera que os alunos alcancem no final do curso, observadas as condições locais e regionais do contexto socioeconômico e profissional, a regulamentação da profissão, dentre outras, deverá consubstanciar a identidade do curso através das competências gerais dos profissionais de nível técnico da área de saúde e as competências da habilitação do Técnico em Enfermagem, atendendo à legislação em vigor.

Competências e Habilidades:

  • Identificar os determinantes e condicionantes do processo saúde/doença.
  • Identificar a estrutura e organização do sistema de saúde vigente.
  • Identificar funções e responsabilidades dos membros da equipe de trabalho.
  • Planejar e organizar o trabalho na perspectiva do atendimento integral e de qualidade.
  • Realizar trabalho em equipe, correlacionando conhecimentos de várias disciplinas ou ciências, tendo em vista o caráter interdisciplinar da área.
  • Aplicar normas de biossegurança.
  • Aplicar princípios e normas de higiene e saúde pessoal e ambiental.
  • Interpretar e aplicar a legislação referente aos direitos do usuário.
  • Identificar e aplicar princípios e normas de conservação de recursos não renováveis e de preservação de meio ambiente.
  • Aplicar princípios ergonômicos na realização do trabalho.
  • Avaliar riscos de iatrogenias, ao executar procedimentos técnicos.
  • Interpretar e aplicar normas do exercício profissional e princípios éticos que regem a conduta do profissional de saúde.
  • Identificar e avaliar rotinas, protocolos de trabalho, instalações e equipamentos.
  • Operar equipamentos próprios do campo de atuação, zelando pela sua manutenção.
  • Registrar ocorrências e serviços prestados de acordo com as exigências do campo de atuação.
  • Prestar informações ao cliente, ao paciente, ao sistema de saúde e a outros profissionais sobre os serviços que tenham sido prestados.
  • Orientar clientes ou pacientes a assumirem, com autonomia, a própria saúde.
  • Coletar e organizar dados relativos ao campo de atuação.
  • Utilizar recursos e ferramentas de informática específicos da área.
  • Realizar primeiros socorros em situação de emergência.

PPC – Projeto pedagógico do curso em aprovação

PPC – Projeto pedagógico do curso

Página em construção
Página em construção

Página em construção

Página em construção