Campus Araguaína forma turma do curso Técnico em Vigilância em Saúde | Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins

Data da Publicação: 27 fev 2015
Hora da Publicação: 18:13
Campus Araguaína forma turma do curso Técnico em Vigilância em Saúde
Autor: Comunicação

Leandro Dias

IMG_104805218999979Cerca de 15 alunos se formaram nesta quinta, 26, no Curso Técnico em Vigilância em Saúde do PROEJA – Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos.  A solenidade de formatura foi realizada às 19h30min, no espaço de lazer do Campus Araguaína. do IFTO.

Dentre os formandos estão alunos que não tiveram a oportunidade de concluir os estudos na idade certa, como a aluna Maria do Espírito S. Monteiro. Segundo a estudante, não foram poucas as dificuldades pessoais vivenciadas no decorrer desses quatro anos, porém, conseguiu superá-las, “Me sinto muito orgulhosa pela conquista e ao mesmo tempo agradecida pelo Instituto Federal de Educação oportunizar que jovens e adultos, trabalhadores, pais e mães de família realizem um curso de grande importância para o crescimento profissional, pois, este curso vem contribuir para a melhoria da qualidade dos serviços de saúde do nosso Estado” afirma a recém-formada.

O Curso Técnico em vigilância e saúde tem por objetivo formar profissionais capacitados para atuar, desenvolver ações de inspeção e fiscalização sanitárias, aplicar normatizações relacionadas a produtos, processos, ambientes, inclusive o do trabalho e serviços de interesse da saúde. Investigar, monitorar e avaliar riscos e os determinantes dos agravos e danos à saúde e ao meio ambiente. Compor equipes multidisciplinares de planejamento, execução e avaliação do processo de vigilância sanitária, epidemiológica, ambiental e saúde do trabalhador. Atuar no controle do fluxo de pessoas, animais, plantas e produtos em portos, aeroportos e fronteiras.  Desenvolver ações de controle e monitoramento de doenças, endemias e de vetores. Além disso, propiciar a formação de profissionais dotados de princípios éticos, visão crítica, comprometidos com o desenvolvimento regional e respeito à natureza e diversidade, contribuindo para melhorar a qualidade de vida do ser humano.

A professora Ana Flávia de Moraes Oliveira foi a homenageada pela turma, por seu empenho em incentivar a permanência dos alunos no curso e contribuir para que tivessem uma formação sólida e de sucesso, “Sempre acreditei que eles conseguiriam superar os desafios e obter esse grau, sinto a sensação de dever cumprido, pois, promovemos a transformação e a emancipação de 15 cidadãos, advindos de diferentes trajetórias”, completou a docente.